Cristaloterapia

Faça já sua inscrição
Agende seu horário

Os cristais são seres minerais que conquistaram sua luz própria.

À semelhança de determinados seres humanos que se auto-iluminaram, se santificaram, tornando-se um exemplo vivo da luz e verdadeiros mestres de seus semelhantes, os cristais também são mestres do reino mineral, doando sua luz através de força, amos e sabedoria a quem delas necessitar. É, inclusive,  interessante notar a semelhança dos nomes Cristo, Krishna, Cristal – todos, grandes mestres iluminados da humanidade. A energia Crística é a mesma energia do cristal, é a própria luz do Espírito materializada num ser humano ou mineral.

Quando vemos a imagem de um ser humano, um mestre, um santo ou um avatar, observamos que a luz se irradia do seu corpo, principalmente nas mãos, no coração e em torno da cabeça, que é a famosa áurea dos santos.

Esses seres transformaram suas células lunares em solares, passivas em ativas, através da geração e da irradiação da luz e da pura energia de vida. Realmente, um ser auto-iluminado brilha, irradia luz física de seu corpo; ilumina e encanta àqueles que deles se aproximam.

Por sua vez, os cristais, deles há muito, também vêm fascinando os seres humanos com sua resplandecente luz divina. Quando passamos por uma joalheria, nossos olhos são quase que automaticamente hipnotizados pelo fascínio e beleza das gemas ali expostas, as quais, infelizmente, já provocaram muitas mortes, chacinas e guerras devido à ganância da personalidade humana diante ao valor e poder que elas representam. Mas isso, nem Cristo pode resolver!  Vide as atrocidades que já se fizeram em seu nome.

O que importa é que, trazidas por Deuses, por Óvnis, ou transmutadas a duras penas no interior da Terra, tais gemas cristalizam a própria luz do espírito instaladas nos corpos físicos encontrados no seio da natureza. E o contato com esses corpos luminosos desperta-nos as mesmas características.

Na ordem física, os opostos se atraem e os semelhantes se repelem; porem, na ordem espiritual, estas circunstâncias se invertem: semelhante atrai semelhante, luz atrai luz. Se buscarmos poder e riquezas materiais nas pedras, encontraremos apenas a fraqueza e a pobreza, mas se nelas buscarmos luz e clareza, nossas vidas se iluminarão, e, aí sim, seremos verdadeiramente poderosos e ricos. Se buscarmos a felicidade aos olhos do mundo, atrairemos apenas a infelicidade; mas se a encontrarmos aos olhos do espírito, viveremos a sua verdadeira expressão.

O ator, como o nome já diz, é um ser ativo, criativo – ele cria a ação, transformando uma idéia, um sonho, em realidade.

Já o personagem é passivo – ele sofre a ação, transforma a realidade numa idéia, num sonho. O ator, como o cristal, brilha através de sua própria vida, projeta a sua imagem naquilo que está à sua frente, enquanto o personagem, opaco, busca seu brilho naquilo que reluz à sua volta, e, como um espelho, busca a sua imagem naquilo que está à sua frente.

 

Aprenda mais sobre os Cristais com nosso Curso

Equilíbrio Cursos e Terapias