Somos Energia

Para sermos capazes de curar a nós mesmos devemos compreender com todo nosso ser, que o universo é composto em sua totalidade de energia.

Tudo ocorre dentro do campo eletromagnético do universo, e tudo o que existe é parte dele. Nas últimas décadas a ciência demonstrou o que muitos ensinamentos de antigas culturas vêm dizendo há milhares de anos, isto é: o que chamamos mundo físico ou universo manifesto não está composto de matéria sólida, mas de energia como elemento de base.

O universo inteiro é composto desta energia.

O tempo e o espaço são as dimensões ao longo das quais ela se move. Tudo o que conhecemos é feito de energia, tanto em forma de matéria como de radiação.Uma das características que mais chamam a atenção na energia é a sua capacidade de permanecer constante. Até agora não foi possível observar ou provar que a energia possa ser criada ou possa ser destruída

A energia é o princípio fundamental que deu origem ao universo, já que possui todas as qualidades necessárias para este propósito.

As coisas que vemos, cheiramos, saboreamos e tocamos parecem ser sólidas, líquidas ou gasosas, e também parecem ser entidades separadas. A física quântica nos permite observar estas coisas minuciosamente e em muito maior detalhe, em seus níveis atômicos e subatômicos. Nesses níveis, o que parece ser matéria sólida, líquida ou gasosa se converte em um grupo de partículas cada vez menores que contêm partículas ainda menores, e assim sucessivamente. Desta forma chegamos a um lugar onde tudo é simplesmente energia pura

 

A física quântica descobriu que mesmo o elemento mais denso e sólido, quando é analisado em um nível infinitesimal, não é o que parece ser. Os cientistas que apoiam este novo paradigma afirmam que qualquer elemento visível ou tangível, quando é reduzido ao nível de suas partículas, é ao menos uns 99,99 por cento espaço vazio!

A noção de que um elemento ou objeto possui uma posição, massa ou velocidade é, então, o resultado de uma percepção falsa. Em outras palavras: qualquer objeto criado, é um novelo de energia composta, em sua maior parte, de espaço vazio e de partículas cujo estado não pode ser determinado, já que estão constantemente entrando e saindo do estado de existência. Em um momento existem e no instante seguinte deixam de existir. A grande pergunta que os cientistas se fazem é:

Para onde vão as partículas quando deixam de existir e de onde vêm quando aparecem diante de nossos olhos?

Como nós fazemos parte deste universo, somos, portanto, também feitos de energia flutuante e mutante. Tudo dentro de nós--e ao redor de nós--possui a mesma qualidade de energia flutuante. Somos parte de um imenso mar de energia que está constantemente mudando e pulsando entre a existência e a não-existência.

Se tudo é energia, e esta energia possui uma densidade diferente, de acordo com a freqüência com que vibra, nossos pensamentos, que são um tipo relativamente leve e sutil de energia, são uma forma de energia veloz e facilmente mutante. Uma pedra, por outro lado, é composta de energia relativamente muito mais densa e, portanto, é menos provável que mude com facilidade.

"Luis Diaz Site: CMR - Liberación de la Memoria Celular"